Notícias Fecomercio

12 de dezembro de 2017

Mercado de trabalho paulista deve criar 16.591 novas vagas em 2017


Setor de serviços deve gerar o maior número de empregos formais

Após dois anos seguidos de saldos negativos, 2017 deve terminar com resultados favoráveis quanto à recuperação da produção nacional (indústria), do consumo das famílias (varejo) e a recomposição gradativa do emprego, entre outros fatores positivos. As estimativas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) mostram que os mercados de trabalho no varejo, atacado e serviços devem somar 16.591 novas vagas até o último dia do ano.

O setor de serviços do Estado de São Paulo deve criar o maior número de empregos com carteira assinada em 2017, com 7.553 novos postos, de acordo com a Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços (PESP Serviços) da FecomercioSP.  O estoque ativo de trabalhadores dos setores de serviços no Estado de São Paulo deve atingir, no fim do ano, 7,3 milhões de vínculos com carteira de trabalho assinada.

A capital paulista liderará a geração de vagas formais, pois a estimativa é que 11 mil postos de trabalho com carteira assinada sejam criados. A região de São José do Rio Preto, que em 2017 deverá abrir 4.163 novas vagas, também se destaca, com crescimento de 2,5% do estoque de vínculos empregatícios formais, a maior taxa de crescimento entre as 16 regiões analisadas. Por outro lado, a região de Osasco liderará a perda de vagas, com de 7.635 empregos formais a menos em 2017. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias